AVISO / WARNING / ATENCIÓN


ESSA PÁGINA CONTÉM CONTEÚDO E MATERIAL QUE PODE SER OFENSIVO OU CHOCANTE PARA CERTAS PESSOAS.
SE VOCÊ SE EMOCIONA FÁCIL COM IMAGENS DE VIOLÊNCIA E/OU SANGUE, OU TIVER MENOS DE 18 ANOS, SAIA AGORA MESMO DA PÁGINA.


THIS PAGE CONTAINS MATERIAL AND CONTENT THAT MAY BE OFFENSIVE OR SHOCKING FOR CERTAIN PEOPLE.
IF YOU DO NOT LIKE TO IMAGES OF VIOLENCE AND / OR BLOOD, OR HAVE LESS THAN 18 YEARS, NOW LEAVE THE PAGE.
 


Este material contiene página y el contenido que puede ser ofensivo o chocante para ciertas personas.
SI USTED NO DESEA imágenes de violencia y / o sangre, o tienen menos de 18 años, ahora abandona la página.
 
 
 
Fonte: abril.com.br; venipuncture.com
 
 
Clique nas imagens para ampliá-las
Click on the images to enlarge them.
FONTE DAS IMAGENS____________________________________________________ 
www.wired.com; salves.com.br; lastfeeling.wordpress.com;  brasilnewsbrasil.blogspot.com; www.travelblog.org; http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pompeya._Cadaver_de_beb%C3%A9.jpg; images.politico.com; oseculoprodigioso.blogspot.com;
 
 
 
 
Tristeza ou desgosto é um sentimento humano que expressa desânimo ou frustração em relação a alguém ou algo. É o oposto da alegria. A tristeza pode causar reações físicas como depressão nervosa, choro, insônia, falta de apetite, e ainda, reações emocionais, como o arrependimento.
 
 
Uma outra perspectiva do mundo infantil.

Picture
Picture
Picture
Picture

 
 
O que é?
O alcoolismo é o conjunto de problemas relacionados ao consumo excessivo e prolongado do álcool; é entendido como o vício de ingestão excessiva e regular de bebidas alcoólicas, e todas as conseqüências decorrentes. O alcoolismo é, portanto, um conjunto de diagnósticos. Dentro do alcoolismo existe a dependência, a abstinência, o abuso (uso excessivo, porém não continuado), intoxicação por álcool (embriaguez). Síndromes amnéstica (perdas restritas de memória), demencial, alucinatória, delirante, de humor. Distúrbios de ansiedade, sexuais, do sono e distúrbios inespecíficos. Por fim o delirium tremens, que pode ser fatal. 
Assim o alcoolismo é um termo genérico que indica algum problema, mas medicamente para maior precisão, é necessário apontar qual ou quais distúrbios estão presentes, pois geralmente há mais de um.


Fonte: http://www.psicosite.com.br/tra/drg/alcoolismo.htm
Picture
Agora quem dirigir embriagado, além de sofrer as penalidades da Lei Seca (11.705 –clique aqui), que altera o Código de Trânsito Brasileiro (clique aqui), pode ficar sem o seguro de vida.A Terceira Turma do STJ julgou um processo no qual se decidiu que a embriaguez passa a ser agravante no risco do seguro. A Turma, ao não conhecer do recurso especial, fez valer uma decisão do TJ/SP que excluiu o prêmio de um segurado por conta da embriaguez.

Fonte: http://maria451.wordpress.com/category/dirigir-embriagado/


No Brasil, 16 milhões de pessoas são dependentes do álcool, que é uma droga socialmente aceitável. Este consumo é a terceira causa de absenteísmo (falta ao) no trabalho, o que compromete quase 5% do Produto Interno Bruto - PIB (segundo Rui Nascimento, superintendente nacional do SESI, citado na Revista Proteção, No.152, ago/2004, pág.28).

"Quarenta por cento dos acidentes nas empresas estão ligados ao uso de drogas", segundo Giovanni Quaglia, representante regional do Brasil e Cone Sul do Escritório das Nações Unidas Contra Drogas e Crime - UNODC, palestrante do Seminário Internacional do Cone Sul sobre Prevenção ao Uso de Drogas no Trabalho, que aconteceu em julho de 2004 em Porto Alegre - RS. Ainda de acordo com ele, o uso do álcool afeta diretamente a produtividade do trabalhador e nenhum ambiente de trabalho está imune ao consumo de drogas, pois nas empresas também são refletidos os problemas da sociedade.

Mais de 1.000 brasileiros morrem, por ano, vítimas de acidentes causados por excesso de álcool e cerca de 10% de todos os acidentes com vítimas, resultam de dirigir com excesso de álcool no sangue. Isso porque a bebida alcoólica dá uma falsa sensação de segurança; causa euforia; diminui o controle muscular e a coordenação; prejudica a habilidade de avaliar velocidades, distâncias; reduz a acuidade visual e a capacidade de lidar com o inesperado.


Fonte:http://www.freelegaladvicehelp.com/Portuguese/traffic-violations/drunk-driving/How-Many-People-Die-Every-Year-From-Drunk-Driving.html

 
 
Violência doméstica é a violência, explícita ou velada, praticada dentro de casa, usualmente entre parentes (marido e mulher). Inclui diversas práticas, como a violência e o abuso sexual contra as crianças, violência contra a mulher e contra o homem, maus-tratos contra idosos, e a violência sexual contra o parceiro.

Pode ser dividida em violência física — quando envolve agressão directa, contra pessoas queridas do agredido ou destruição de objectos e pertences do mesmo; violência psicológica — quando envolve agressão verbal, ameaças, gestos e posturas agressivas; e violência sócio-económica, quando envolve o controle da vida social da vítima ou de seus recursos económicos. Também alguns consideram violência doméstica o abandono e a negligência quanto a crianças, parceiros ou idosos.

Estatisticamente a violência contra a mulher é muito maior do que a contra o homem. Em geral os homens que batem nas mulheres o fazem entre quatro paredes, para que não sejam vistos por parentes, amigos, familiares e colegas do trabalho. A maioria dos casos de violência doméstica são classes financeiras mais baixas,a classe média e a alta também tem casos, mas as mulheres denunciam menos por vergonha e medo de se exporem e a sua família.

Fonte: http://truemind17.files.wordpress.com
 

[ MEDO ]

11/05/2009

0 Comments

 
Esse Medo

Esse medo vem e me arrasa, 
Deixo passar muitas chances, 
Perco momentos preciosos 
Que nunca mais voltarão. 
A busca pode ter acabado, 
Mas a sensação de perda 
É maior do que tudo. 
Começo a perder antes mesmo 
De ter ganho o que tanto sonhei, 
Pois por mais que o desejo
Me impulsione para adiante. 
O medo me faz recuar. 
É um eterno querer 
E um pra sempre recusar. 
É achar que ser feliz 
Nunca será para mim. 
É como um sina maldita, 
A de eternamente chorar.


Moni Koch
12/04/2005


 
 

No mundo, 815 000 pessoas cometeram suicídio no ano 2000, o que perfaz 14,5 mortes por 100 000 habitantes (uma morte a cada 40 segundos).

Países do 
Leste Europeu são os recordistas em média de suicídio por 100.000 habitantes. A Lituânia (41,9), Estônia (40,1), Rússia (37,6), Letônia (33,9) e Hungria(32,9). GuatemalaFilipinas e Albânia estão no lado oposto, com a menor taxa, variando entre 0,5 e 2. Os demais estão na faixa de 10 a 16.

Em números absolutos, porém, a 
República Popular da China lidera as estatísticas. Foram 195 mil suicídios no ano de 2000, seguido pela Índia com 87 mil, a Rússia com 52,5 mil, os Estados Unidos com 31 mil, o Japão com 20 mil e a Alemanha com 12,5 mil. A tentativa de suicídio(geralmente atos impensados, que descaracterizam como tal), é mais frequente entre as mulheres, no entanto, os homens conseguem um índice maior de morte por utilizarem métodos mais agressivos(os verdadeiros suicidas, no caso), como armas de fogo ou enforcamento(devidamente planejados), enquanto as mulheres utilizariam de meios como remédios ou veneno(muitas vezes por engano, o que descaracteriza perante a polícia).

Com relação à idade, se os jovens são particularmente vítimas deste problema, o número de "suicídios (impensados)" é ainda mais preocupante a pessoas com idade elevada, tendo a curva de suicídios masculinos a forma de um 
n, com um pico próximo aos 50-60 anos.

O suicídio afeta todo mundo, sem distinção de "classe". Acredita-se que o meio cultural influencie as taxas de suicídio. Altos níveis de coesão social e nacional reduzem as taxas de suicídio. Essas são mais elevadas junto às pessoas aposentadas, desempregadas, divorciadas, sem filhos, urbanas, vivendo sozinhas. As taxas aumentam nos períodos de incerteza econômica (apesar de a pobreza não ser uma causa direta). A maior parte dos "
suicidas" sofrem de desordens psicológicas, o que foge à regra histórica e está mais ligado a acidente, na leitura de bulas de remédio, quantidade de pílulas para dormir e outros fatos, ligados ao quadro policial. A depressão é uma das causas mais frequentes, devido ao uso dos remédios controlados, modernamente e ao engano cometido pelos pacientes, principalmente do sexo feminino. As doenças psíquicas graves ou doenças crônicas podem também ser causa de se considerar como suicídios, devido ao erro médico e às posologias médicas, além do erro do próprio paciente, o que não se caracterizaria como suicida modernamente.

Do ponto de vista do indivíduo, o suicídio é raramente percebido como um fim. Ele é, ao contrário, considerado como a única alternativa possível para escapar de uma situação considerada insuportável. Outros motivos existem: sofrimento por remorsos, protestos políticos, curiosidade sobre a vida além morte, ultima alternativa, atentado terrorista, problemas piscológicos, 
seppuku, etc., sendo sempre, note, sempre um ato deliberatório e livre arbítrio, o que religiosamente caracteriza, devido a isso, ao pecado.


Fonte= http://pt.wikipedia.org/wiki/Suicídio

 

    Archives

    Abril 2010
    Março 2010
    Fevereiro 2010
    Janeiro 2010
    Dezembro 2009
    Novembro 2009
    Outubro 2009
    Setembro 2009

    Categories

    All
    1) Blood And Pain
    1) Dark Silence
    1) Dead Bodies
    1) Sadness
    1) Sewn Mouth
    Bocas Costuradas
    Bondage
    Cadaveres
    Erotismo
    Fome
    Medo
    Sangue
    Sangue E Dor
    Suicidio
    Tristeza
    Violência