Picture
E é essa necessidade que me consome
De sentir-te perto de mim
Saborear sua presença
Como se fosse algo divino

E é essa sensação que me acomete
Que me leva a voar tão alto
Em um instante, em um só ato
Nosso teatro nunca se repete

E em noites que estou sozinho
É só teu nome que eu chamo
Queria estar sempre ao seu lado
Pra te abraçar e dizer que te amo

 
Picture
Havia um tempo em que eu me deliciava com seu amor
Que viver era somente um motivo para estar ao seu lado
Até meu coração ser corrompido com chamas
Que passaram a consumir e a queimar meus sentimentos
Mesmo queimando por dentro, meu coração ficou frio
Tomado pelo vazio, criado por quem eu mais admirava


Minha vida entrou em um abismo onde respirar era dificil
Não conseguia olhar para o céu, o sol virou meu inimigo
A solidão era um conforto, ao mesmo tempo em que me maltratava
As trevas faziam-me companhia, o que eu sentia entrou em coma
E até o aroma que a vida exalava me fazia mal
Me levando a conflitos que eu nem imaginava


Foi quando então o sol foi ao meu encontro
Buscando entender porque eu me sentia assim
Sua mão. . . (Deus! Que conforto!!) 
me agarrou e despertou o que havia morrido em mim


Senti meu sangue ferver, meu coração havia renascido
Os medos foram passando, a solidão... me deixando
Sentimentos voltaram como se nunca tivessem partido


Vejo alguém. . . vejo!E que alegria eu sinto!
Uma sensação que há tempos não sentia
O que era medo, frio e trevas
Hojem voltam a ser paz, calor e dia
 
Picture
É RUIM TE VER PASSAR SEM QUE SAIBA
QUE VIVE A MEXER COM MEUS SENTIMENTOS
FAZENDO-ME SOMENTE ESPERAR
POR UMA RESPOSTA, POR UM MOMENTO


EM UM SUSPIRO SOU SÓ O MEDO
EM UM INSTANTE MINHA ALMA SE DESFAZ
SOBRA SOMENTE UMA NECESSIDADE INCURÁVEL
QUE SOMENTE TUA PRESENÇA SATISFAZ


ONDE ESTÁ A CORAGEM QUANDO PRECISO?
PORQUE FICO MUDO DIANTE A SITUAÇÃO?
ONDE ESTÃO AS PALAVRAS QUE SEMPRE SE PERDEM
EM MEIOS AOS JOGOS DO MEU CORAÇÃO?


NÃO SEI SE DEVO INSISTIR
NÃO SEI AO MENOS SE TENTO
ACHO QUE VOU DAR ALGO A ALGUÉM
DAREI TEMPO AO TEMPO

 
Picture
Seu sabor na minha boca
Suave mel da corrupção
Perversidade em forma carnal
Abusando de mim
Fazendo-me escravo


A sensação de seu corpo junto ao meu
Dentro de ti, um tanto abusivo
Minhas mão macias que lhe pegam
Arranham-te, rasgam-te
Em tom agressivo


Seus olhos vendados, submissa
Sem reação ou qualquer palavra
Sujeitam-se apenas a aproveitar
Sentir na pele a dor e o prazer
Enquanto em ritmo alternado
Consomo e destruo totalmente teu ser

 
       Me encontro na Catedral do Anjos. Lugar onde almas que foram atormentadas pelos jogos da vida encontram paz para suas aflições e medo. 

Lugar onde os cantos ecoam como se fosse imagem bela, resplandecendo em um espelho de vida e cor. As trombetas anunciam a chegada de mais uma alma, que agora encontra destino próspero e eterno. 

As lembranças frias e escuras se apagam como se nunca tivessem existido e resta somente a paz no resto daquilo que chamamos de vida.
Picture
 
Picture
As lembranças são minhas inimigas
Vivem ao meu lado me atormentando
Me trazendo mágoas já esquecidas
E certos medos que tento eliminar.

As lembraças são minhas amigas
Me trazem conforto quando preciso
Trazem de volta aquela sensação
De paz que há tempos havia partido

As lembranças são passageiras
Vêm certo dia e resolvem ficar
Mas sem dar qualquer sinal de aviso
Deixam-me sozinho sem respostas

As lembranças vivem aqui
Em um pensamento, em uma frase
Em um sentimento e nos meus sonhos
Surgem ás vezes muito cedo
Outras vezes tarde demais

Me negam segredos
Despertam amores
Atormentam meus sonhos
Recordam sabores

Sabores amargos
Que tento esquecer

 

- Ventos -

Procuro um motivo pra seguir em frente
Mas eles voam pra longe  como se fossem de vento
Corro atrás, em vão tento alcançá-los
Pois seguem sem rumo, fugindo de mim

Porém me lembro que os ventos voltam
E apesar de ventos fortes conseguirem destruir
Podem  também agradar-me como uma brisa fresca
Que me traz alívio quando mais preciso
Picture
 

- Longe -

Só um segundo seria tempo suficiente
Pra sentir novamente aquela sensação que tanto me agrada
Sentir você em mim, parte de um todo, complemento da alma


Só um momento juntos, seria um momento perfeito
Para relembrar o que já fomos e não o que seremos
Dois corpos distantes, separados pelo destino
Vivendo sós, em completo vazio
Distante até de quem realmente somos
Picture
 

- Decadência -


Se eu despertasse agora faria alguma diferença?
Ou seus sentimentos já mortos continuariam a sugar minha inocência?
Você se importou quando eu precisava me sentir importante?
Ou simplesmente nega que a falsidade vive em seu coração negro?
Suas palavras e meias verdades corromperam o que havia de bom
Suas incertezas destroíram o meu coração que era puro
Sua presença envenenava-me dia após dia
Corroendo minhas veias que agora sequer possuem vida
Deixei-me levar pela aparência da perfeição
Disfarçada em corpo esplêndido
Que escondia um pedaço de sombras
Fez de mim um jogo que tinha seu nome estampado
Brincou com sua malícia até que que cansasse
Jogou-me fora após perceber que era velha demais para brincar
E sentindo-me como lixo fui largado na solidão.
Picture
 
- Dependência Química – 
  
  Fui submetido aos seus encantos 
  No começo era um delírio 
  Mas cada dose que tomava 
  Foi tornando-se um martírio  
 
  Tornei-me um dependente 
  Não poderia mais viver sem 
  Tê-lo era uma necessidade 
  E livrar-me dele, também  


  Na penumbra de minha alma 
  O sangue ainda ferve 
  Queimando minhas emoções 
  Ao qual meu sentimento foi entregue 


  È a dor do sofrimento 
  De perder algo vicioso 
  Esta tal droga, o amor 
  Que mata eu e tantos outros
Picture